FANDOM


Triforce
Triforce (A Link to the Past)
Arte da Triforce em A Link to the Past
Primeira Aparição The Legend of Zelda (1987)
Aparições The Legend of Zelda
The Adventure of Link
A Link to the Past
Ocarina of Time
Majora's Mask
Oracle of Ages
Oracle of Seasons
The Wind Waker
The Minish Cap
Twilight Princess
Phantom Hourglass
Spirit Tracks
Skyward Sword
A Link Between Worlds
Encontrado Reino Sagrado
Uso Concede qualquer desejo a pessoa que a toca
"Isso só pode ser chamado de destino... Que aqui, eu voltaria a reunir as três pessoas com os símbolos... Que eu viria a colocar minha mão sobre aquilo que concede os desejos de seu portador. Que quando o poder, sabedoria e coragem se reúnem, os deuses não têm escolha senão a descer... O poder dos deuses... A Triforce! Aquele que a tocar irá ter o seu desejo concedido!"
Ganondorf

The Triforce (トライフォース Toraifosu?) é uma relíquia sagrada que aparece diversas vezes ao longo da série Legend of Zelda. Esses triângulos sagrados dourados foram deixados para trás pelas três Deusas DouradasDin, a Deusa do Poder; Nayru, a Deusa da Sabedoria; e Farore, a Deusa da coragem — após a criação da terra de Hyrule e Lorule. Ela foi formada no ponto onde as Deusas ascenderam aos céus, em uma dimensão diferente conectada a Hyrule e Lorule, chamada de Reino Sagrado, que mais tarde seria conhecido como a "Terra Dourada". A Triforce de Hyrule é composta por três triângulos dourados separados: a Triforce do Poder (em cima), a Triforce da Sabedoria (à esquerda), e a Triforce da Coragem (à direita).

A Triforce tem o poder de conceder o desejo de quem a toca, e molda o Reino Sagrado para refletir o coração dessa pessoa. A Triforce não diferencia entre "bom" ou "mau". No entanto, se uma pessoa sem um equilíbrio de poder, sabedoria e coragem fizer um desejo, a Triforce irá se dividir em suas três partes distintas: a parte que melhor personifica a pessoa que realizou o desejo será a única peça que permanecerá em suas mãos, enquanto as outras duas irão entrar em posse daqueles que mais personificam a sua qualidade respectiva. Reunir a Triforce é então necessário para que o desejo da pessoa seja concedido, embora os outros dois detentores escolhidos das outras partes também possam tentar a reunir.

As Partes da Triforce

A Triforce de Hyrule pode ser dividida em três pedaços, os quais podem ser divididos ainda mais, como mostrado no jogo Legend of Zelda original, onde a Triforce da Sabedoria foi dividida em oito pedaços, e em The Wind Waker, onde a Triforce da Coragem foi dividida em oito pedaços. Quando duas pessoas com um pedaço da Triforce entram em contato, o símbolo da Triforce em suas mãos brilha e quando todos os três estão juntos (como visto em The Wind Waker e Ocarina of Time), é possível que a Triforce seja invocada. Os pedaços também podem brilhar por conta própria.

Triforce da Coragem

A Triforce da Coragem nunca foi mencionada no jogo Legend of Zelda original, e ela nunca aparece ou é mencionada na adaptação televisiva da série (embora seja mostrada na série Captain N e nos quadrinhos da Valiant). Este pedaço da Triforce está associada com a cor verde e com a deusa Farore. Esta peça é o triângulo inferior direito. Sempre que um Escolhido/guardião da Triforce da Coragem é especificado, é sempre um Link, cujo símbolo geralmente aparece em sua mão esquerda (com exceção de The Legend of Zelda: Skyward Sword, em que ele aparece na sua mão direita).

Esta parte da Triforce aparece pela primeira vez em Zelda II: The Adventure of Link, onde era guardada no Grande Palácio e teve de ser recuperada por Link. Ele primeiro teve de concluir seis palácios e colocar um cristal em cada um deles, para ganhar acesso ao último palácio e obter a Triforce da Coragem. Com a Triforce completa remontada, Link desperta a Princesa Zelda de seu sono eterno.

Em Ocarina of Time, a Triforce da Coragem está escondida dentro de Link quando a Triforce se divide em três pedaços depois de Ganondorf, o qual não possuía equilíbrio das três qualidades, toca a relíquia sagrada. Em The Wind Waker, é afirmado que quando o Herói do Tempo deixou Hyrule (possivelmente quando Zelda retorna Link para a sua infância), a Triforce da Coragem foi quebrada em oito pedaços e espalhada, para ser recuperada um dia por outro Herói merecedor de seu poder. Depois de restaurar o poder da Espada Mestra em The Wind Waker, Link descobre e reúne todos os oito fragmentos da Triforce da Coragem que haviam sido guardados no fundo do Grande Mar, e entra em Hyrule, submersa em câmara de ar mágica no fundo do oceano. Hyrule Historia afirma que, quando Link retornou à sua infância, ele também manteve a Triforce da Coragem, deixando a aparição da Triforce da Coragem em The Wind Waker inexplicável.

A Triforce da Coragem pode conceder ao seu detentor certas habilidades, embora isso nunca é canonicamente confirmado. Em Twilight Princess, é sugerido que Link possui a Triforce da Coragem, e parece imune a certos tipos de magia negra. Quando Link foi exposto ao Crepúsculo, tornou-se uma "besta sagrada", o Link Lobo, ao invés de um espírito aprisionado. Isto pode ser devido a ele ser o herói escolhido pelos deuses. Também é possível que a Triforce da Coragem foi criada como uma garantia para o caso de alguém, como Ganondorf, usasse a Triforce do Poder para o mal. A pessoa que recebe a Triforce da Coragem recebe a coragem e a força para lutar contra a Triforce do Poder, como Link sempre demonstrou ser capaz de derrotar Ganondorf, apesar das probabilidades impossíveis de conseguir.

Alternativamente, em vez de dar ao seu portador uma habilidade, a Triforce da Coragem pode recompensar a sua coragem por defendê-los de algumas maldições. Isso pode ser evidenciado pela forma como, em The Legend of Zelda: Ocarina of Time e The Legend of Zelda: The Wind Waker, Ganondorf sequestrou a Princesa Zelda a distância com magia, mas não fez, e talvez não pudesse usar a mesma técnica para capturar Link em ambos os casos. No primeiro caso, Ganondorf também utilizou um ataque no qual "ondas de escuridão" impediram Navi de mirar nele, mas o ataque é em grande parte ineficaz contra Link. Enquanto no segundo caso, Ganondorf espanca Link com as próprias mãos para incapacitá-lo antes da batalha final, em vez de utilizar um ataque mágico. No entanto, se a Triforce da Coragem defende o seu portador, a proteção não é onipresente, já que Link ainda pode ser ferido e morto mesmo quando possui a Triforce, e é possível que a proteção só funcione para magias que se originam da Triforce do Poder.

Aviso de Informação Não Canônica: Esse artigo ou seção contém informações não canônicas que não são consideradas como parte oficial da série Legend of Zelda e não devem ser consideradas parte da história geral.

Em Zelda: The Wand of Gamelon, por alguma razão, o Rei Harkinian possui a Triforce da Coragem.

Na pequena série de quadrinhos Legend of Zelda, criada pela Valiant, a Triforce da Coragem, empunhada por Link, também o protege contra certos ataques, criando um campo de força dourado e piramidal em torno dele. Nesta interpretação da história pós-jogo, também é possível que o herói se torne indigno da Triforce. Em certo ponto, Link se torna contaminado pela ganância e raiva, depois de ele roubar a Triforce do Poder de Ganon e permitir que ela o distorcesse mentalmente e fisicamente. A Triforce da Coragem, Link descobre mais tarde, o deixou e escolheu a Princesa Zelda como sua hospedeira. No entanto, quando Link se arrepende de seus atos e sacrifica sua vida para o bem de Hyrule, a Triforce da Coragem retorna a ele e restaura sua vida.

Embora a Triforce da Coragem não apareça na série animada, ela é mostrada brevemente em Captain N: The Game Master. Ela é um prisma triangular AZUL envolto em uma estrutura dourada similar a uma gaiola com um "C", de "Coragem", no centro de cada face.

Aviso de Informação Não Canônica: As informações não canônicas terminam aqui.

Triforce da Sabedoria

A Triforce da Sabedoria aparece pela primeira vez no jogo Legend of Zelda original. Encontrar suas peças espalhadas, escondidas nas masmorras de Hyrule, é o principal objetivo do jogo, juntamente com derrotar Ganon e salvar a Princesa Zelda. Não se sabe como ela determina se alguém é sábio o suficiente para usá-la ou não, já que a encarnação de Zelda em Ocarina of Time a empunhava, apesar da maior parte de suas ações causarem mais mal do que bem (isso se estende ao Link de Ocarina of Time, já qu ele morre ou vive uma vida de arrependimentos por não ter sido lembrado como um herói devido as ações de Zelda).

O principal objetivo de Ganon/Ganondorf, em quase todos os jogos que ele aparece, é capturar as partes restantes da Triforce, incluindo a da Sabedoria, o que supostamente iria conceder a ele poderes ilimitados para governar a terra de Hyrule.

A Triforce da Sabedoria é geralmente associada com a Princesa Zelda, a qual é tradicionalmente a guardiã Escolhida da Sabedoria, seja simplesmente protegendo a forma física da Triforce - tal como no primeiro jogo da série, ou em The Legend of Zelda: The Wind Waker - ou sendo uma hospedeira viva para o seu poder - como em The Legend of Zelda: Ocarina of Time e, possivelmente, The Legend of Zelda: Twilight Princess. Esta parte da Triforce está associada com a cor azul e a deusa Nayru. Ela é o triângulo inferior esquerdo da Triforce. Normalmente o símbolo aparece na parte de trás da mão direita de Zelda.

Ao longo da série, a Triforce da Sabedoria tem sido retratada de diversas maneiras, embora seja sempre uma variação de um triângulo equilátero. O design original da Triforce da Sabedoria era um triângulo simples, que piscava alternadamente entre azul e dourado. Nos desenhos animados da D.i.C. (em The Super Mario Bros. Super Show e Captain N: The Game Master), ela era um prisma triangular verde. No Captain N, o prisma verde é encaixada dentro de uma estrutura de moldura dourada parecida com uma gaiola com a letra "S", de "Sabedoria", no centro de cada lado. Nos quadrinhos Legend of Zelda da Valiant, a Triforce da Sabedoria é um prisma triangular brilhante de cor dourada. Após The Legend of Zelda: A Link to the Past, a Triforce da Sabedoria deixou de ter um design individual e tornou-se simplesmente um dos três pedaços triangulares de ouro que, combinada com as outras duas partes, compõem a Triforce completa. Foi apenas em Ocarina of Time que a Triforce da Sabedoria tornou-se associada com a cor azul, e sua divindade correspondente, Nayru, foi nomeada.

Como a Triforce da Coragem, esta parte pode dar ao usuário (em quase todos os casos, a Princesa Zelda) habilidades especiais. Em Twilight Princess, Zelda, a qual é fortemente sugerida como tendo posse da Triforce da Sabedoria, é mostrada curando Midna de seus ferimentos depois de ser exposta à luz, as custas de sua própria saúde, possivelmente dando a Triforce para Midna. Outra especulação é que a Triforce da Sabedoria simplesmente aumenta a capacidade mágica existente. Por exemplo, para se esconder de Ganondorf em Ocarina of Time, Zelda assume um alter ego, Sheik, por magicamente se disfarçar como um Sheikah (ou, como explicado no mangá de Ocarina of Time, tendo sua consciência selada por Impa dentro do corpo físico de um garoto Sheikah); especula-se que ela usou o poder da Triforce da Sabedoria para fazer isso. Além disso, em The Legend of Zelda: Ocarina of Time, é provável que seja a Triforce da Sabedoria que permite a Zelda realizar telecinese (para mover os portões de ferro do Castelo de Ganon), manter Ganon preso no lugar durante a batalha final, e enviar Link de volta no tempo. No entanto, nenhum dos poderes de Zelda já foram confirmados como sendo originados da Triforce da Sabedoria, e todos eles podem simplesmente ser uma característica única da Família Real de Hyrule, ou um resultado de ela ser uma das Sete Donzelas, dos Sete Sábios, ou descendente dos mesmos.

No jogo original, a Triforce da Sabedoria foi dividida pela Princesa Zelda em oito partes, os quais foram então escondidos dentro de masmorras cheias de monstros e puzzles, a fim de escondê-los de Ganon, o qual sequestrou Zelda e enviou seus servos atrás Impa, a única que sabia onde as partes se encontravam. Link precisou encontrar e concluir cada masmorra, a fim de reunir os pedaços da Triforce e enfrentar Ganon.

Nos desenhos animados e histórias em quadrinhos, Ganon criou todos os tipos de planos para tentar reivindicar a Triforce da Sabedoria que, quando unida com a Triforce do Poder que ele já possuía, supostamente faria dele um tirano imparável.

É fortemente sugerido, mas nunca provado, que Zelda detém a Triforce da Sabedoria durante os eventos de Twilight Princess. É especulado que a Triforce foi brevemente dada a Midna por Zelda (embora nem um pedaço físico nem uma marca da Triforce na mão de Midna seja mostrado), a fim de salvar a vida de Midna após o vilão Zant expor Midna à luz pura do Espírito da Luz Lanayru, em uma tentativa de matá-la. Isso reavive Midna, dando a ela a habilidade de tomar sua forma física no Reino de Hyrule. No entanto, por desistir dela, Zelda se torna vulnerável a ataques (se a Triforce estava de alguma forma a protegendo, até este ponto, ou se Ganondorf simplesmente decidiu que não valia a pena atacá-la, não está claro). Por dar sua parte da Triforce para Midna, Zelda permite que Midna e Link continuem sua missão para derrotar Zant, bem como manter a Triforce da Sabedoria longe de Ganondorf, o qual assumiu o Castelo de Hyrule pouco depois de Midna e Link Lobo partirem em busca da Espada Mestra. Além disso, Midna examina sua mão brevemente após deixar o castelo depois de ser curada, um gesto comum quando se olha para a peça Triforce na parte de trás da mão, por isso é possível que Zelda de fato transferiu a Triforce da Sabedoria para Midna temporariamente.

Em The Wind Waker, Tetra, a pirata, carrega um colar feito de um pedaço da Triforce da Sabedoria; o Rei de Hyrule carrega a outra metade. Quando as peças são colocadas juntas, Tetra é revelada como sendo a Princesa Zelda, e recebe a Triforce da Sabedoria restaurada.

Aviso de Informação Não Canônica: Esse artigo ou seção contém informações não canônicas que não são consideradas como parte oficial da série Legend of Zelda e não devem ser consideradas parte da história geral.

Em Zelda: The Wand of Gamelon, por alguma razão, Impa possui a Triforce da Sabedoria; ele age de uma forma oracular, e algumas cutscenes mostram Impa olhando para o Triforce como se fosse uma bola de cristal. Ela também é retratada como azul claro em vez de dourada.

Na série de desenhos animados da D.i.C. (Super Mario Bros. Super Show e Captain N: The Game Master) e nas histórias em quadrinhos da Valiant, a Triforce da Sabedoria é também usada por Zelda para criar campos de força de proteção e até mesmo para gerar magias de ataque, tais como bolas de fogo. A Triforce mostrada nestas publicações também fala, tipicamente com a voz de uma mulher sábia, oferecendo conselhos que normalmente são entregues como um trecho de poesia enigmático. Em Captain N, ela também tem uma forte ligação telepática e talvez até empática com Zelda, a qual a certa altura desmaia e é temporariamente possuída pela Triforce da Sabedoria quando as outras duas peças, Poder e Coragem, foram roubadas pelo Rei Hippo e o Mago Berinjela. Enquanto viajava para encontrar as peças roubadas, a Triforce fala repetidamente através de Zelda para oferecer a Link e ao Capitão N pistas.

Aviso de Informação Não Canônica: As informações não canônicas terminam aqui.

Triforce do Poder

No jogo original, a Triforce do Poder foi roubada por Ganon. Um dos objetivos do jogo era derrotar Ganon, salvando assim Zelda e reunindo a Triforce do Poder com a Triforce da Sabedoria. Esta parte da Triforce está associada com Ganondorf/Ganon, com a cor vermelha, e após o lançamento de The Legend of Zelda: Ocarina of Time, com a deusa Din. Esta peça é a parte superior da Triforce, de acordo com o símbolo na mão de Ganon. É também a única parte da Triforce que não foi dividia em qualquer momento da série.

Em Ocarina of Time, Ganondorf ouviu a lenda da Triforce e cobiçou seu poder, principalmente como uma ferramenta para subjugar o reino de Hyrule e expandir sua influência. Inadvertidamente auxiliado por um jovem herói conhecido como Link e a Princesa Hyliana, Zelda, Ganondorf encontrou o seu caminho para o Reino Sagrado. Ganondorf não sabia que para reivindicar o verdadeiro poder da Triforce, era preciso ter todas as três qualidades associadas com a Triforce - Poder, Sabedoria e Coragem - em perfeito equilíbrio. Ganondorf procurou a Triforce somente pelo seu poder, assim a relíquia sagrada foi divida em três pedaços. A Triforce do Poder foi dada a Ganondorf, e Link e Zelda receberam as Triforces da Coragem e Sabedoria, respectivamente.

Ganondorf usou o poder da Triforce do Poder para jogar a terra de Hyrule no caos e, eventualmente, procurou reunir todas as três partes da Triforce. No entanto, após o sequestrar Zelda e enfrentar Link, Ganondorf foi derrotado. Zelda usou o poder dos Sábios para selar Ganon dentro do Reino Sagrado. No entanto, Ganondorf ainda possuía a Triforce do Poder.

Provavelmente graças a sua posse da Triforce do Poder, Ganondorf ganhou quase invulnerabilidade, poderes mágicos surpreendentes, os quais permitem que ele se transforme em várias formas bestiais, e quase imortalidade (ele tem sido conhecido por viver por longos períodos, mas também já foi morto enquanto possuía a Triforce da Poder, embora outras vezes ele tenha sido apenas selado de alguma maneira depois de sua derrota). A aparência de Ganondorf como uma entidade de fogo enquanto no Reino do Crepúsculo pode ser uma forma de proteção contra o Crepúsculo fornecida pela Triforce do Poder, semelhante a forma de lobo que Link assume quando exposto a certas magias do Crepúsculo, como ao Cristal das Sombras.

Aviso de Informação Não Canônica: Esse artigo ou seção contém informações não canônicas que não são consideradas como parte oficial da série Legend of Zelda e não devem ser consideradas parte da história geral.

Nos quadrinhos de Legend of Zelda da Valiant, é sugerido que a Triforce do Poder realmente contribuiu para a desumanização de Ganondorf. Em um ponto na história, Link consegue tomar a Triforce do Poder de Ganon e ganha incríveis habilidades mágicas. Como resultado, muitos dos servos de Ganon o abandonam e começam a seguir Link. No entanto, ele logo começa a agir cada vez menos como ele, tornando-se cruel, ganancioso, e em busca de vingança contra Ganon. Como resultado, a Triforce da Coragem abandona Link, e logo depois é revelado que Link se transformou fisicamente em algo semelhante a forma de homem-porco de Ganon. O mais perturbador de tudo é a dependência espiritual que Link havia formado com a Triforce do Poder, a qual Ganon já havia demonstrado ter. Se Link perder a Triforce do Poder, ele irá morrer, enquanto Ganon já estava morrendo sem a Triforce para preservar sua vida.

Aviso de Informação Não Canônica: As informações não canônicas terminam aqui.

Interações das Partes da Triforce

A Triforce normalmente irá ressoar quando duas ou mais peças estão próximos, fazendo com que o símbolo da Triforce na mão de alguém carregando um pedaço comece a brilhar. Em Ocarina of Time, isso ocorre quando Link confronta Ganondorf, o qual capturou Zelda, e pode ser a causa da saúde de Link ser restaurada antes da batalha. Ganondorf diz neste momento que as partes da Triforce estão ressoando, e tornando-se uma novamente. Em Wind Waker, quando Tetra, a qual carrega um pedaço da Triforce da Sabedoria em seu colar, vai ajudar Link contra Ganondorf, a Triforce ressoa e Ganondorf percebe a verdadeira identidade de Tetra. A marca da Triforce também aparece na parte de trás das mãos de seus detentores perto do final do jogo, quando os três estão reunidos no topo da Torre de Ganon.

É possível, embora nunca provado, que uma peça da Triforce seja necessária para derrotar o detentor de outra peça da Triforce. Link foi orientado em duas ocasiões a não enfrentar Ganon, o qual possuía a Triforce do Poder no momento, até recuperar a Triforce da Coragem ou a Triforce da Sabedoria. Isto implica que pode ser necessário ou pelo menos útil ter uma parte da Triforce ao confrontar alguém empunhando a Triforce do Poder. Não se sabe de nenhum Link que tenha derrotado Ganon, com ele estando na posse de uma peça da Triforce, sem possuir uma peça ele mesmo.

Ao que parece, se os portadores de todas as três peças da Triforce forem reunidos, a Triforce pode deixá-los e se reformar contra a vontade de alguns dos portadores, desde que eles estejam enfraquecidos. Isso é mostrado em Wind Waker quando a Triforce deixa Ganon, o qual deseja a unir, Zelda, a qual está inconsciente e Link, o qual havia acabado de ser derrotado. Também é possível que os detentores da Triforce precisem estar vivos para ela se unir, o que pode explicar o motivo de Ganon não ter matado Zelda ou Link neste caso. Esta teoria nunca é comprovada, e é contrariada por The Legend of Zelda, no qual a Triforce do Poder simplesmente permanece nas cinzas de Ganon após a sua morte, a qual Link então coleta.

Aparições

Aviso de Spoiler: Detalhes sobre o enredo e/ou do final a seguir:

The Legend of Zelda

Obtained Triforce Piece

A Triforce da Sabedoria e a Triforce do Poder são descritas como "Triângulos Dourados Mágicos" que concedem aos seus detentores grande poder. Antes dos acontecimentos do jogo, o maligno Ganon roubou a Triforce do Poder e capturou a Princesa Zelda, a qual dividiu a Triforce da Sabedoria em oito Fragmentos e os escondeu nas masmorras de Hyrule. Link faz seu caminho através das oito masmorras para recuperar as peças da Triforce da Sabedoria. Ao completar essa missão, ele deve fazer caminho através da fortaleza de Ganon para derrotá-lo e recuperar a Triforce do Poder, bem como resgatar a Princesa Zelda.

Shigeru Miyamoto declarou em uma entrevista que os fragmentos da Triforce da Sabedoria foram originalmente planejados como sendo chips eletrônicos.[1]

Zelda II: The Adventure of Link

A Triforce da Coragem é introduzido pela primeira vez no segundo jogo da série Zelda. A fim de proteger a terceira parte da Triforce, o Rei de Hyrule a colocou no Grande Palácio, onde ela só poderia ser obtida por aqueles que conseguissem passar através de outros seis palácios para quebrar o selo mágico deixado pelo rei. Além disso, seu herdeiro se viu incapaz de obter todos os elementos da Triforce, e interrogou sua irmã, Zelda, sobre a localização da Triforce da Coragem antes de uma Mago amaldiçoar ela com um sono eterno. Protegida pelo Guardião da Triforce, a Triforce só poderia ser recuperada por um herói capaz de derrotar não só os soldados e monstros criados para proteger o Grande Palácio, mas também a sua própria sombra. Link supera esses obstáculos para completar a Triforce, e usa o poder da relíquia para despertar a adormecida Princesa Zelda.

De acordo com o Hyrule Historia, a razão pela qual a Triforce foi utilizada por um rei antes de sua morte foi porque ela foi transferido do Reino Sagrado para Hyrule após os eventos de A Link to the Past, onde foi utilizada pelos diferentes monarcas em Hyrule para manter a paz e a estabilidade até a tragédia de Zelda. A mesma fonte também sugere que o Mago que a amaldiçoou era um agente de Ganon ou até mesmo o próprio Ganon em um alter ego.

The Legend of Zelda: A Link to the Past

Triforce in the Golden Land

Arte da Triforce no Reino Sagrado em A Link to the Past

Triforce (A Link to the Past)

A Triforce, também referida como o "Poder Dourador", é pela primeira vez dita como sendo uma manifestação física do poder das Deusas. Outorgada a Hyrule no momento da partida das Deusas, ele estava escondida na lendária Terra Dourada, até o ladrão Ganondorf e seus servos quebraren o selo e entrarem na terra oculta. Após assassinar seus companheiros e reivindicar a Triforce para si, Ganon usou seu poder para transformar a terra dourada no Mundo das Trevas. Dentro do Mundo das Trevas, a Triforce tem o poder de mudar a forma de qualquer um que entra no reino em algo que reflete sua natureza. Mais tarde no jogo, o inocente e puro Link é transformada em um coelho rosa. Criando um exército de monstros para atacar a terra de Hyrule, Ganon quase obtém sucesso em espalhar seu mal sobre toda a terra. No entanto, ele foi impedido quando os Cavaleiros de Hyrule e os Sete Sábios o selaram no Mundo das Trevas. Ainda em posse da Triforce, Ganon usou o corpo de Agahnim para quebrar o selo entre os mundos por teletransportar as Sete Donzelas, as descendentes dos Sábios, uma por uma para o Mundo das Trevas, as selando em cristais e criando um portal entre os mundos.

Depois de recuperar os Pingentes de Virtude e a Espada Mestra, Link resgata as Sete donzelas. Ele eventualmente derrota Agahnim e o próprio Ganon. Instruído pela Triforce para pegá-la com um desejo em seu coração, Link usa seu poder para limpar o mal que havia sido feito por Ganon, curando aqueles que haviam sido feridos por seu mal, restaurando o Mundo das Trevas de volta na Terra Dourada, e devolvendo a paz para Hyrule.

De acordo com o Hyrule Historia, a Triforce, após Link ter a usado para desejar que o mal que Ganon causou fosse desfeito, foi realocada da Terra Dourada para Hyrule, onde ela iria frequentemente ser usada por vários monarcas em Hyrule até a tragédia de Zelda.

The Legend of Zelda: Ocarina of Time

Triforce (Ocarina of Time)

A verdadeira natureza da Triforce é explicada pela primeira vez nos mínimos detalhes. Após a sua criação, a Triforce foi mantida no Templo da Luz em um lugar chamado Reino Sagrado, ou a "Terra Dourada". Devido ao fato de que a Triforce concedia qualquer desejo de quem a encontrasse, muitos homens tentaram e acabaram fracassando em entrar no reino e tocarem os triângulos sagrados. Infelizmente, um homem teve sucesso, um homem mau com o nome de Ganondorf, o rei Gerudo do deserto no oeste de Hyrule. Usando o jovem Link, ele foi capaz de entrar no Reino Sagrado. Quando Link abriu o portal, removendo a Espada Mestra do Pedestal do Tempo, Ganondorf foi capaz de aproveitar a oportunidade e fazer o seu desejo para a Triforce.

No entanto, havia uma outra história sobre a Triforce, a qual afirmou que, se uma pessoa cujo poder, sabedoria e coragem não estivessem em perfeita harmonia colocassem as mãos nela, a Triforce iria se dividir em três fragmentos. Esta pessoa iria obteria o pedaço da Triforce que representasse a sua qualidade mais desenvolvida, e os outros dois pedaços iriam se esconder nos corpos dos escolhidos pelo destino. Quando Ganondorf colocou a mão sobre a Triforce esta profecia se tornou realidade, e Triforce foi dividia, enviando os três pedaços, a Triforces do Poder, da Sabedoria e da Coragem, para os corpos de Ganondorf, da Princesa Zelda e de Link, respectivamente. Os Seis Sábios, junto com a Princesa Zelda, conseguiram selar Ganondorf e sua Triforce do Poder.

A Triforce neste jogo aparece como um elemento decorativo em uma variedade de objetos, tais como imagens, roupas, escudos e selas.

The Legend of Zelda: Majora's Mask

A Triforce nunca é referida pelo nome e só é visto ocasionalmente. A Triforce aparece no Escudo do Herói e sobre as roupas de várias pessoas; no entanto, isto pode não ter sido intencional, já que o jogo reutiliza modelos 3D de Ocarina of Time. A Triforce também aparece sobre as línguas das estátuas que levam a Ikana nas Planícies de Termina e sobre os blocos do lado de fora da entrada do Templo da Torre de Pedra invertido. Acredita-se que era para blasfemar as deusas.

The Legend of Zelda: Oracle of Ages e Oracle of Seasons

A Triforce desempenha um papel idêntico em ambos Oracle of Ages e Oracle of Seasons. No início do jogo, Link foi chamado pela Triforce e se dirige ao local onde ela é mantida. A Triforce diz a Link sobre os problemas nas terras de Labrynna e Holodrum, as terras em que Oracle of Ages e Oracle of Seasons se passam, respectivamente. A fim de ajudá-las, Link é transportado para estas terras pelo poder da Triforce.

Posteriormente, o Marca do Herói aparece na mão esquerda de Link. Em certo ponto de Oracle of Ages, Link sozinho tem o poder de mover uma pedra especial que possui a marca da Triforce, a qual Impa, que estava sendo possuída por Veran, não pôde tocar.

The Legend of Zelda: The Wind Waker

Após o lendário Herói do Tempo deixar o mundo de Hyrule, sua Triforce da Coragem se dividiu em 8 pedaços, e esses pedaços foram selados em baús que foram colocados no fundo do Grande Mar. Oito Mapas da Triforce foram desenhados e escondidos para impedir qualquer um sem um coração corajoso de a reunir. Link eventualmente reúne a Triforce, e ao mostrá-la diante dos Deuses na Torre dos Deuses, a Triforce se funde com ele, demonstrando a aceitação dos Deuses e assim tornando-se o Herói dos Ventos.

Mais tarde, Ganondorf une todas as três peças da Triforce no topo de sua torre e tenta realizar seu desejo, mas ele é impedido por Daphnes Hyrule Nohansen, o antigo Rei de Hyrule, o qual coloca suas mão na relíquia sagrada antes do vilão, e então pede aos deuses para cobrirem completamente a terra de Hyrule com água e para que haja esperança para Link e Tetra. A Triforce então ascende aos céus e água começa a cair. Não se sabe o que aconteceu com a Triforce depois, embora o fato de que Link e Ganondorf mantiveram suas marcas da Triforce durante a batalha final, e Zelda manteve sua marca da Triforce ao fim da batalha, sugere que elas posam ter retornado a seus respectivos proprietários. Sendo assim, a Triforce do Poder está selada para sempre sob os mares com o Ganondorf petrificado. Não se sabe o que aconteceu com a Triforce da Coragem e da Sabedoria, já que elas não foram mencionadas nas sequências.

Muitos dos Homens-Peixe no jogo humoristicamente acreditam que a Triforce é chamada de "Triumph Forks", bem como o Velho Ho Ho e a Equipe de Resgate. Pode muito bem ser que todas as pessoas que vivem dentro e ao redor do Grande Mar que saibam do tesouro acreditem que este é realmente o nome dele, provavelmente através de alguma estranha má interpretação da língua Hyliana. Triumph forks possuí partes da palavra "Triforce", e os dois termos são pronunciados de maneira similar.

A Triforce do Poder foi mostrada anteriormente na mão direita de Ganondorf em Ocarina of Time. Esse também o caso durante The Wind Waker, até que ele finalmente reúne as três peças, com ela mudando para a mão esquerda.

The Legend of Zelda: The Minish Cap

O símbolo da Triforce aparece no vestido de Zelda, no escudo de Link, e em vários locais no Castelo de Hyrule, no Vale Real, e na Cripta Real. Outro poder similar chamado de Força da Luz também aparece neste jogo, mas sua relação exata com a Triforce, se houver, é desconhecida.

The Legend of Zelda: Twilight Princess

Sacred Realm (Twilight Princess)

A representação do Poder Dourado do Reino Sagrado como visto em uma visão de Lanayru por Link

A palavra "Triforce" não é usado no jogo. No entanto, a Triforce é obviamente bem conhecida, já que existem marcas dela no Escudo Hyliano e como entalhes nas paredes. Seu poder é também mencionado pelos Antigos Sábios de Hyrule que guardam o Espelho do Crepúsculo. No jogo, é dito que Ganondorf, Zelda, e Link foram abençoados com o poder das Deusas, o qual é fortemente sugerido como sendo a Triforce pelos símbolos da Triforce na mão de cada um deles. Além disso, em uma visão que Lanayru mostra a Link, a criação da Triforce é vista, bem como a tentativa dos Invasores de tomarem o controle dela. Também é mostrado na visão que os Espíritos da Luz protegem a Triforce, e que antigamente, muitos sabiam da Triforce, e o conhecimento os virou uns contra os outros, até que os Invasores tentaram tomar o controle da Triforce com suas Sombras Fundidas.

Os Sábios Antigos também afirmam que foi por alguma "brincadeira divina" que Ganondorf foi abençoado com o poder dos deuses, que, juntamente com a angústia e ódio dos Twili sangrando através do vazio para Ganondorf, permitiram que ele sobrevivesse a sua execução. Quando Link e Midna confrontam Ganondorf no final do jogo, Ganondorf alega que a magia dos Twili não é nada comparada ao seu próprio poder. Ganondorf então demonstra o símbolo brilhante da Triforce em sua mão, proclamando que ele foi escolhido pelos deuses para empunhar o poder deles. Também foi sugerido que Link e Zelda possuem a Triforce da Coragem e da Sabedoria, as quais dão a eles certo poder e proteção. Mais tarde, foi mostrado que Ganondorf aparentemente perdeu o seu pedaço da Triforce depois de ser derrotado.

Alguns acreditam que as marcas em suas mãos são meramente marcas de terem sido "escolhidos pelo Deusas", embora o comportamento das marcas parece indicar que os pedaços da verdadeira Triforce estejam presentes. As marcas indicam quase sempre um detentor escolhido da Triforce. No entanto, existe um Link que ganhou uma marca em sua mão, embora não possuía um pedaço da Triforce no momento, e não foi confirmado que ele tenha tido um pedaço no passado ou que tenha ganho no futuro.

The Legend of Zelda: Phantom Hourglass

O símbolo da Triforce é visto na parede da cabana do ferreiro Zauz. O símbolo é usado para acessar os últimos seis andares do Templo do Rei Oceano. Embora a verdadeira Triforce não seja mencionada, este símbolo pode significar que o Templo e Zauz possam ter algo a ver com a Triforce, embora eles tenham vindo do Mundo do Rei do Oceano. O símbolo da Triforce também aparece acima de uma lagosta em um escudo de madeira comprado no jogo. No Templo do Rei do Oceano, Link deve reunir as três Joias da Força e as colocar em seus pedestais, as são possuem a forma dos pedaços da Triforce.

The Legend of Zelda: Spirit Tracks

A Triforce foi substituído com o símbolo dos Espíritos do Bem como a marca de Nova Hyrule. Apesar disso, o design da Triforce aparece no vestido da Princesa Zelda e no Pedaço de Ouro Antigo. Como em The Minish Cap, uma força similar a Triforce conhecida como o Poder Sagrado dos Espíritos, que assim como a Triforce foi transmitido através das gerações da Família Real de Hyrule e eventualmente veio a ser guardado dentro de Zelda. Suas origens exatas e relações com a Triforce, se houverem, permanecem desconhecidas. Além disso, o símbolo dos Espíritos é na verdade quase o mesmo que o símbolo da Triforce, exceto que com o triângulo do meio preenchido e os triângulos externos removidos. Durante a última cena d prólogo, quando o símbolo dos Espíritos é mostrado no topo da Torre dos Espíritos, ele realmente forma o sinal da Triforce por causa do topo triangular da torre.

The Legend of Zelda: Skyward Sword

O demônio Demise também tentou tomar a Triforce antes dos acontecimentos do jogo para seus próprios propósitos malignos, o que resultou nele ser selado dentro do Aprisionado pela Deusa Hylia. Durante o jogo é revelado que somente o poder da Triforce pode realmente destruir Demise. Link parte em uma missão para recuperar a Triforce. No processo, ele supera muitas provações que dão a ele um equilíbrio de poder, coragem e sabedoria. Eventualmente, ele obtém os três pedaços da Triforce na Torre Celestial e a usa para destruir Demise. Este é o primeiro e único caso da Triforce completa ser um item obtido durante o jogo. No final do jogo, a Triforce ainda está na possessão de Link e Zelda. No passado, a Deusa Hylia demonstrou o desejo de manter a existência da Triforce em segredo dos povos do mundo. No entanto, eventualmente a existência da Triforce acabou sendo revelada, o que levou à Grande Guerra.

Durante o jogo, Zelda, a reencarnação mortal de Hylia, revela que divindades como as Deusas Douradas são incapazes de usar a Triforce, apenas mortais com um espírito inquebrável podem empunhar o seu poder. Ela especula que a Triforce foi criada com essas qualidades para dar esperança ao povo da superfície. É irônico notar que, apesar das Deusas terem criado a Triforce para ajudar o povo da superfície, ela na verdade causou mais mal do que bem, devido aos seus poderes serem utilizados de maneira incorreta pelos outros (como Ganondorf), tendo indiretamente causado guerras e tragédias .

The Legend of Zelda: A Link Between Worlds

Seis gerações após os eventos de A Link to the Past, a Triforce do Poder é tomada por Yuga e a Princesa Hilda de Lorule, através do renascimento de Ganon e o rapto dos Sete Sábios e da princesa Zelda.

Triforce of Lorule Restored

O jogo também revela que a Triforce não foi criada apenas em Hyrule: outra Triforce também havia sido criada para Lorule; esta versão possui uma aparência invertida da de Hyrule. Antes dos acontecimentos de A Link Between Worlds, Lorule era um mundo estável semelhante à Hyrule. No entanto, Lorule sofreu com uma guerra civil, e a Família Real Loruleana foi forçada a destruir a sua Triforce, acreditando ser um meio para terminar a disputa. No entanto, isso fez seu reino ruir e desmoronar ainda mais. A Princesa Hilda planejava usar a Triforce de Hyrule para restaurar seu reino. No entanto, havia sido usadapor Yuga para que ele pudesse refazer Lorule da maneira que desejasse. É curioso notar que a Família Real de Hyrule não parecem utilizar a sua Triforce em alguns dos jogos, ainda assim não parecem sofrer tanto como as suas contrapartes de Lorule.

Depois de Yuga ser derrotado, Hilda, após ser confrontada por Ravio, se redime por enviar Link e Zelda de volta para Hyrule com o que restou do poder do Bracelete de Ravio. A Triforce do Lorule é restaurada pouco depois, quando Link e Zelda, com pena do sofrimento que Hilda e Lorule passavam, desejaram através da Triforce a restauração da Triforce de Lorule.

Teorias

Aviso de Teoria: Essa seção contém informações teóricas com base na pesquisa de um ou vários outros usuários. Elas não foram oficialmente confirmadas pela Nintendo e sua precisão é contestada.

Reunindo a Triforce

Em The Legend of Zelda: The Wind Waker, parece que todos os três possuidores de uma peça da Triforce devem estar vivos, próximo sum dos outros, e incapacitado para que a Triforce possa ser extraída. É possível que Ganondorf manteve a Princesa Zelda viva em The Wind Waker e Ocarina of Time pois ela era necessária 'viva para que a Triforce pudesse ser reunida.

Consciência

Há uma discussão sobre se a Triforce é consciente ou não. Por um lado, ela não diferencia entre o bem e o mal, e apenas concede desejos. No entanto, uma voz afirmando ser a essência da Triforce fala com Link no final de A Link to the Past e no início de The Legend of Zelda: Oracle of Ages e The Legend of Zelda: Oracle of Seasons. Alguns teorizam que a Triforce detém os pensamentos conscientes das Deusas, e embora ela seja um objeto ambivalente no sentido de que não tem total livre-arbítrio, a Triforce ainda mantém as memórias e "voz" de suas criadoras e as usa para "conversar" com seus detentores. Quando a Triforce envia Link para Holodrum e Labrynna, parece estar agindo totalmente por conta própria e com boas intenções.

A Tetraforce

Muitos fãs acreditam no conceito de uma "Tetraforce", ou a ideia de que há uma quarta parte da Triforce que se encaixa no buraco no centro. Suporte para esta teoria vem do design do Escudo Hyliano em Ocarina of Time, o qual retrata um quarto triângulo de cabeça para baixo sob os três triângulos representando a Triforce. No entanto, a Nintendo tem repetidamente negado a existência de um tal conceito, e o quarta triângulo no Escudo Hyliano foi removido nos jogos posteriores da série.

Força da Luz

A Força da Luz só apareceu em The Legend of Zelda: The Minish Cap até agora. No jogo, o vilão principal, Vaati, procura essa poderosa e mística força , a fim de ascender à divindade.

Alguns teorizam que a Força da Luz e a Triforce são a mesma coisa, que a Força da Luz é uma peça da Triforce (a Triforce da Sabedoria), ou que a Força da Luz é a "Verdadeira Tetraforce". As razões incluem um vitral retratando a Força da Luz como um único triângulo dourado, semelhante aa Triforce, que é composto por três triângulos dourados. Além disso, ambos podem conceder ao usuário grande poder.

No entanto, a Força da Luz não se encaixa na descrição da Triforce em qualquer outro aspecto. Enquanta a Triforce é feita de três triângulos menores (e portanto tem uma lacuna no centro), a Força da Luz é representada por um triângulo completo e aparentemente não feito de peças menores. A Força da Luz foi dada ao povo de Hyrule pelos Minish, os quais podem ter sido os criadores dela. Se assim for, ela não poderia ser a Triforce.

Alguns sugeriram que a Força da Luz pode ser um outro nome para a Triforce da Sabedoria, já que Zelda é a sua portadora. Também há controvérsias quanto a isso, já que a Triforce da Sabedoria sozinha não pode conceder a alguém os poderes que a Força da Luz é mostrada ter. Além disso, Zelda teria aparentemente morrido se a Força da Luz fosse completamente extraída dela, ainda que em The Wind Waker, a Triforce da Sabedoria é retirada de Zelda sem prejudicar ela.

Devido ao fato da Força da Luz ser mostrada como um triângulo completo, muitos têm a teoria de que ela é a verdadeira Tetraforce. Em suporte a este argumento, muitos apontam para o fato de que Vaati absorveu parte da Força de Luz, mas foi incapaz de conseguir ela toda, talvez levando apenas a quarta peça. Uma vez que Vaati é derrotado, Zelda é mostrada emitindo três imagens em forma de triângulo de seu corpo, talvez relacionado às três partes restantes da Triforce. Acreditasse que esse foi o final da Tetraforce e a criação da Triforce.

No entanto, é altamente sugerido que a verdadeira identidade da Força da Luz é o poder da Família Real. Isto é suportado em The Legend of Zelda: The Minish Cap, no qual é afirmado que a Força da Luz é passada entre as gerações da Família Real de Hyrule e sugerida como sendo a fonte de energia natural de Zelda.

Em uma entrevista, Eiji Aonuma afirmou que a Triforce e a Força da Luz não são a mesma coisa.

Restrição

É possível que a Triforce não conceda realmente ao usuário o seu poder completo se for empunhada por uma pessoa má, como evidenciado quando Ganondorf, apesar de estar empunhando a Triforce completa após a sua vitória na Linha do Tempo do Herói Caído, foi derrotado e selado pelos Sete Sábios até o seu regresso em A Link to the Past. Isto também é sugerido no jogo pelo fato da própria Triforce (apesar de supostamente ser um objeto inanimado) mostrar consciência, bem como estar alinhada do lado do bem. Isso faria sentido, considerando que as Deusas Douradas (apesar da aparente falta de previdência ou cuidado delas) parecem se importar pelo menos um pouco com as suas criações, bem como a suposta intenção delas de criar a Triforce como uma maneira de dar esperança, tornando-a inutilizável por divindades como explicado em Skyward Sword.

Aviso de Teoria: As teorias terminam aqui.

Posicionamento Oficial

Em várias ocasiões, a sugestão de uma "quarta Triforce" foi recebida com total oposição da Nintendo. Aonuma e Miyamoto disseram oficialmente que não há nenhum quarta peça, e chegaram até mesmo a redesenhar o escudo em Twilight Princess por este motivo. O escudo foi mantido em grande parte o mesmo de Ocarina of Time exceto sem o triângulo de cabeça para baixo abaixo do pássaro. Mesmo com a menção da Deusa do Tempo, a palavra oficial é que há uma série de deuses do panteão Hyruleano, muitos ainda a serem apresentados. Alguns foram personagens menores, como Zephos e Cyclos em The Wind Waker. Das divindades mencionadas até agora, apenas as três deusas que criaram Hyrule possuem peças da Triforce que estão associados com elas.

Aparições Não Canônicas

Aviso de Informação Não Canônica: Esse artigo ou seção contém informações não canônicas que não são consideradas como parte oficial da série Legend of Zelda e não devem ser consideradas parte da história geral.

The Legend of Zelda: Mystical Seed of Courage

A Triforce do Poder iria aparecer no jogo Mystical Seed of Courage, o qual acabou sendo cancelado. No jogo, a Triforce do Poder foi dividida em oito partes por Ganon e espalhadas por toda Hyrule, a fim de evitar que Lonk a obtesse. Se este jogo tivesse sido lançado, todas as três partes da Triforce teriam sido divididas em oito pedaços menores em algum momento na série.

Hyrule Warriors

Triforce (Hyrule Warriors)

Cutscene explicando o combate entre o bem e o mal pela posse da Triforce em Hyrule Warriors

A Triforce fez uma aparição no spinoff Hyrule Warriors e desempenha um papel central na história. Link empunha a Triforce da Coragem e a Princesa Zelda detém a Triforce da Sabedoria. A Triforce do Poder, no entanto, é empunhada pela feiticeira Cia que se torna corrompida pela influência de Ganondorf. Cia rouba os pedaços da Triforce de Link e Zelda (na época sob o disfarce de Sheik) ao comando de Ganondorf, para que ele pudesse dominar Hyrule. No entanto, Cia se nega a entregar a Triforce para ele, enviando as Triforce da Coragem e Sabedoria de volta para seus donos originais ao usar sua Triforce do Poder para mandar Ganondorf emnora. A derrota da Cia nas mãos dos heróis significa que sua contraparte Lana adquiriu a Triforce do Poder, fazendo dela o primeiro personagem bom a ser o portador da Triforce do Poder.

Ganondorf retorna com um exército e lidera uma campanha para tomar todas as peças da Triforce. Ele primeiro readquire a Triforce do Poder de Lana e então lança um ataque contra o Castelo de Hyrule para atrair Link e Zelda. O Rei Dêmonio derrota seus inimigos e leva seus pedaços da Triforce. Quando seus inimigos retornam para enfrentar Ganondorf, ele usa a Triforce completa para se transformar em Ganon. A luta acabou resultando na derrota de Ganon, e Link, Zelda e Lana usaram a Triforce para aprisionar Ganondorf mais uma vez.

Rumores de Ocarina of Time

A Triforce aparece diante de Link em um vídeo promocional de Ocarina of Time. Embora a Triforce faça aparições em Ocarina of Time, não existe nenhuma maneira de obtê-la fisicamente dentro do jogo. No entanto, há boatos de que em algum momento do desenvolvimento do jogo, foi possível para o jogador obter a Triforce. Esta teoria é apoiada por um vídeo promocional lançado antes do jogo ser concluído, o qual parece mostrar Link descobrindo a própria Triforce. Muitos hackers de videogames têm tentado fazer engenharia reversa no jogo, mas não parece haver nenhuma maneira de obter a Triforce como um item real.

Tem havido tentativas de criar imagens falsas usando programas de edição de imagem e versões hackeadas do jogo incluindo a famosa brincadeira "Abertura dos Sábios", mas estes foram provados como falsos ou revelados como sendo brincadeiras de Primeiro de Abril.

Aparições na Televisão

No desenho The Legend of Zelda da D.i.C., que foi ao ar toda cada sexta-feira como parte da série Super Mario Bros. Super Show, somente a Triforce da Sabedoria e do Poder aparecem. A Triforce da Coragem nunca é mencionada ou vista. As Triforces não eram triângulos dourados, mas tetraedros feitos de materiais similares a joias coloridas, verde-esmeralda para a Triforce da Sabedoria, e vermelho-rubi para a Triforce do Poder. Ambas as Triforces flutuavam sobre um pedestal e ocasionalmente falavam em rimas para os outros personagens, dando informações sobre a situação atual. A Triforce da Sabedoria possuía uma voz feminina e a Triforce do Poder uma voz masculina.

Na série Captain N: The Game Master, os personagens de Zelda apareceram quatro vezes e a Triforce apareceu em um episódio. A Triforce do Poder e da Coragem foram roubados no início da série, mas foram recuperado ao final do episódio. Curiosamente, Zelda ficou cada vez mais fraca no decorrer do episódio e foi sugerido que se as partes perdidas da Triforce não fossem recuperadas, ela morreria. A Triforce da Sabedoria permaneceu com Zelda e, ocasionalmente, dava conselhos, falando através de Zelda. As Triforces eram feitas de algum tipo de material similar a joias, com bordas douradas e decorações no centro de cada peça, consistindo da letra que dava início aos seus nomes: P para Poder, C para a coragem, S para Sabedoria.

Quadrinhos

Nos quadrinhos The Legend of Zelda produzidos pela Valiant Comics no início da década de 1990, as três Triforces eram frequentemente mencionadas. A explicação mais clara das Triforces está na edição #3, "O Poder e o Preço", onde Zelda possui a Triforce da Sabedoria, Ganon mantém a Triforce do Poder, e Link possui a Triforce da Coragem dentro de seu coração. Na história, Link consegue invadir acidentalmente as câmaras de Ganon e toma a Triforce do Poder, o fortalecendo com toda a magia da Triforce. Infelizmente, a mesma corrupção que se apossou de Ganon e o deformou, começou a acontecer com Link, já que ele estava abusando da Triforce do Poder, usando-a sem a sabedoria da Triforce da Sabedoria. A história em quadrinhos acrescenta um toque adicional, aqueles que usam a Triforce do Poder tornam-se dependentes dela, e como Ganon não a possui mais, ele começa a morrer, um destino que agora irá cais sobre Link se ele for separado dela. A Triforce da Coragem abandona Link devido a ele abusar da Triforce do Poder e vai para Zelda, até que Link percebe a gravidade da situação e a perda iminente de sua alma por causa da Triforce do Poder. No final, ele lança a Triforce do Poder em um abismo sem fundo com Ganon se arrastando atrás dela. O sacrifício altruísta faz com que a Triforce da Coragem volte para Link, restaurando sua vida.

Aviso de Informação Não Canônica: As informações não canônicas terminam aqui.

Galeria

Referências

Interferência de bloqueador de anúncios detectada!


A Wikia é um site grátis que ganha dinheiro com publicidade. Nós temos uma experiência modificada para leitores usando bloqueadores de anúncios

A Wikia não é acessível se você fez outras modificações. Remova o bloqueador de anúncios personalizado para que a página carregue como esperado.

Também no FANDOM

Wiki aleatória